Getúlio Vargas lança Programa Cidade Segura

Getúlio Vargas lança Programa Cidade Segura

Getúlio Vargas lança Programa Cidade Segura

Investimento inicial para instalação de 26 câmaras de videomonitoramento

e demais equipamentos necessários é de R$ 350 mil

Através de uma parceria Público/Privada, Getúlio Vargas passa a contar, dentro em breve, de videomonitoramento na cidade, com a instalação, inicial, de 26 câmaras de monitoramento e sala para acompanhamento das imagens na Brigada Militar. O Programa Cidade Segura é uma iniciativa da Comissão de Videomonitoramento do Programa de Desenvolvimento de Getúlio Vargas - PRODEGE, integrado pela Prefeitura de Getúlio Vargas, ACCIAS, CDL Getúlio Vargas, Câmara de Vereadores, Conselho Comunitário Pró Segurança Pública – Consepro, Brigada Militar, Polícia Civil e Sicredi Estação e atende a uma antiga reivindicação de toda a comunidade, que clama por mais segurança no município.

O evento de lançamento do Programa Cidade Segura foi realizado na manhã de sexta-feira, 13 de abril, durante um Café da Manhã realizado no Auditório da ACCIAS, na presença de autoridades, entre elas o Prefeito de Getúlio Vargas Mauricio Soligo, vice-prefeito Elgido Pasa, prefeitos de municípios vizinhos, secretários municipais, vereadores, imprensa, convidados, integrantes da Comissão de Videomonitoramento demais membros do Prodege.

As boas-vindas aos presentes foi feita pelo vice-presidente da ACCIAS, Alceu Enricone, que destacou a importância do momento não somente para o município, mas para toda região, uma vez que este é um projeto piloto e deverá se estender a todos os municípios da grande Getúlio Vargas.

Ele lembrou que o tema segurança pública, através do videomonitoramento, já vinha sendo debatido e estudado há cerca de uma década. “Mas somente agora, através do Prodege, é que estamos conseguindo colocar em prática a segurança por câmeras”, ressaltou. Ele relatou que há cerca de um ano, o Prodege criou a Comissão de Videomonitoramento e buscou parcerias, que prontamente atenderam ao convite para serem parceiras: Prefeitura de Getúlio Vargas, Câmara de Vereadores, CDL, Brigada Militar, Polícia Civil, Consepro e Sicredi.

Conforme contou, foram buscadas informações e possíveis soluções com empresas que prestam e que usam esse tipo de serviço, chegando-se à empresa ConnectLine, de Clóvis Margreiter. Segundo Alceu Enricone, foram realizados vários estudos e visitas em outras cidades que já utilizam o sistema de videomonitoramento, para servirem como base. Em seguida, a Comissão fez o levantamento dos investimentos e chegou-se ao valor de R$ 350 mil reais. De acordo com Alceu, a Brigada Militar irá disponibilizar a sala e o efetivo necessário para o trabalho de monitoramento que será acompanhado através de espelhamento em uma sala na Polícia Civil. Caberá ao Consepro, entidade cadastrada para receber verbas direcionadas à segurança pública, a responsabilidade por receber os valores, realizar os pagamentos e fazer a prestação de contas às entidades envolvidas.

Nesta primeira etapa, o investimento será utilizado para aquisição de 26 câmeras de monitoramento, aquisição e instalação de materiais de rua – postes -, fibra óptica e alguns materiais para a sala de videomonitoramento na Brigada Militar. Em breve, novos investimentos possibilitarão a montagem de uma sala de espelhamento na Polícia Civil.

ASSINATURAS

Durante o evento, foram assinados cinco documentos que auxiliarão manutenção e execução do projeto:

Um Termo de Fomento com a Prefeitura de Getúlio Vargas, assinado pelo prefeito Mauricio Soligo, e Consepro, através de seu presidente, Flavio Jorge Dalla Costa, no valor de R$ 206.183,55.

Um contrato de repasse de R$ 50 mil do Sicredi ao Consepro, que foi assinado pelo presidente do Consepro Flavio Jorge Dalla Costa e o presidente do Sicredi, Euzébio Rodigheiro.

Outro contrato foi assinado entre o Consepro e a ACCIAS, através do seu vice-presidente Alceu Enricone, de repasse de R$ 24.591,20.

O último contrato foi assinado pela presidente da CDL Getúlio Vargas, Dirce Maria Uebel de Oliveira, com o presidente do Consepro, de repasse de R$ 24.591,20 da CDL.

Por fim, o Presidente do Consepro, Flavio Jorge Dalla Costa, e o Sócio-Diretor da empresa ConnectLine Automação Ltda, Clóvis Margreiter, assinaram Contrato que celebra a contratação da empresa para implantação de Câmeras de Segurança e Sistema de Gestão de imagens, instalados em servidores para monitoramento em Getúlio Vargas.

IMPORTÂNCIA DO PROGRAMA

O presidente do Consepro, Flavio Jorge Dalla Costa, agradeceu as parcerias firmadas para a realização do Programa Cidade Segura, lembrando que essa demanda não é nova e vem de longa data a necessidade de tornar a cidade mais segura e combater a criminalidade. Segundo ele, o videomonitoramento é um marco no avanço da tecnologia para elucidar crimes e reduzir a onda de violência. Flávio destacou que a segurança pública passa por uma situação quase dramática em todo o país. “Getúlio Vargas está de parabéns pela iniciativa e, em pouco tempo, tenho certeza que a comunidade irá usufruir dos benefícios que esse Programa trará para a cidade”, finalizou Flávio Jorge Dalla Costa.

O prefeito Mauricio Soligo destacou que o Programa Cidade Segura estava sendo lançado como resultado da soma dos esforços de toda a comunidade e das instituições que aderiram ao projeto. Soligo destacou que esse é um fato histórico na vida da cidade. O prefeito agradeceu às entidades parceiras que estão auxiliando para o videomonitoramento se tornar realidade. Destacou que a segurança pública não é obrigação do município, “mas quando a comunidade clama é preciso buscar soluções e formar parcerias para tornar a cidade um lugar seguro para se viver”. Agradeceu e parabenizou a todos pela concretização do projeto que deverá mudar a questão da segurança no município.

Assessoria de Imprensa

Close
Close

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.

Close

Close